Regulação > Consultoria em Tarifas

Consultoria no processo de Revisão Tarifária Periódica (RTP) das Empresas de Distribuição de Energia Elétrica.

O processo de revisão tarifária periódica compreende a execução de uma série de trabalhos e atividades, que podem ser divididas em dois grandes conjuntos:

  • ■ Nível Tarifário: Receita requerida para cobrir os custos para o atendimento do mercado com a qualidade necessária e remunerar os ativos da concessionária, propiciando o equilíbrio econômico financeiro estabelecido no contrato de concessão
  • ■ Estrutura Tarifária: Determinação das tarifas finais aplicáveis aos consumidores, incluindo a TE – tarifa de energia (mercado cativo) e TUSD – tarifa de uso do sistema (mercados cativo e livre), de acordo com seu nível de tensão e modalidade de fornecimento.

Com relação ao Nível Tarifário, representado pela determinação do reposicionamento tarifário e do fator X, a Daimon fornece suporte técnico, metodológico e operacional para os seguintes tópicos:

    ■ Organização do processo revisional, com o planejamento de todas as atividades pertinentes, relação completa e detalhada de todos os dados a serem fornecidos pela concessionária e a datas correspondentes de entrega.
  • ■ Assessoria à Empresa nas audiências públicas, consultas públicas e reuniões técnicas com a ANEEL, até o resultado final do processo de revisão tarifária.
  • ■ Análise das variáveis mais relevantes na formação dos itens da parcela B no reposicionamento tarifário (recursos de operação e de capital), do nível regulatório das perdas técnicas e não técnicas, do fator X e de outras receitas.
  • ■ Avaliação crítica do laudo da base de remuneração regulatória, a ser contratado junto à outra empresa credenciada pela ANEEL especificamente para este fim, com eventuais sugestões de melhorias e correção de inconsistências.
  • ■ Preparação de dados e pré-cálculo das perdas técnicas regulatórias, de acordo com a metodologia estabelecida pela ANEEL.
  • ■ Preparação de dados e pré-cálculo das perdas não técnicas regulatórias, de acordo com a metodologia estabelecida pela ANEEL, com a utilização do histórico de perdas da empresa, dos níveis regulatórios admitidos para o ciclo anterior e da comparação com outras empresas (benchmarking).

Para a determinação da Estrutura Tarifária, são desenvolvidos os seguintes estudos:

  • ■ Caracterização da carga e do sistema compreende a avaliação do comportamento típico dos consumidores e do sistema da empresa, mediante o levantamento das curvas de carga representativas do universo de consumidores e redes. 
  • ■ As seguintes atividades são desenvolvidas:
  • - Avaliação do mercado e do sistema da empresa, para a definição de amostras.
  • - Cálculo das amostras de clientes e transformações.
  • - Acompanhamento da campanha de medidas e validação das medições.
  • - Análise das medições e determinação das tipologias de clientes e redes em todos os níveis de tensão.
  • - Elaboração do diagrama simplificado de fluxo de potência.
  • - Preparação do relatório de caracterização da carga a ser enviado à ANEEL, incluindo os arquivos das tipologias a serem enviados nos formatos estipulados pelo órgão regulador.
  • - PPH – Pesquisa de posse de equipamentos e hábitos de consumo.
  • ■ A partir do 3º CRTP (Ciclo de Revisão Tarifária Periódica), em ciclos alternados, as Distribuidoras devem realizar uma PPH, para as diversas classes de consumidores. As seguintes atividades são desenvolvidas:
  • - Elaboração da PPH.
  • - Recebimento e validação dos questionários da PPH.
  • - Compilação e análise dos dados da PPH.
  • - Elaboração de relatório com os resultados da PPH, para ser enviado à ANEEL, contendo: tabulação de resultados, análises estatísticas, montagem de curvas de carga teóricas e comparação com as curvas medidas na campanha de medições.

 

  • ■ Estrutura tarifária e tarifas de referência e de aplicação: Tem por objetivo a determinação do rateio das parcelas da receita requerida (nível tarifário) entre os níveis de tensão (estrutura vertical), e a sua distribuição em cada nível de tensão (estrutura horizontal - modalidades tarifárias e relações ponta / fora ponta). Os seguintes trabalhos são desenvolvidos: 
  • - Cálculo dos custos médios por nível de tensão.
  • - Cálculo dos custos marginais de capacidade e das tarifas de referência.
  • - Elaboração da proposta tarifária: Avaliação dos pontos de flexibilização da estrutura tarifária, estabelecidos pela ANEEL para o 3º CRTP, como as relações ponta-fora ponta nas tarifas de demanda, o fator de carga de cruzamento entre as tarifas azul e verde e as relações ponta-intermediário-fora ponta na tarifa branca para os consumidores de baixa tensão.
  • - Cálculo das tarifas de aplicação.

Aplicativos Computacionais

A Daimon desenvolveu uma série de aplicativos computacionais especializados para o desenvolvimento dos trabalhos de Revisão Tarifária, brevemente descritos a seguir.
  • ■ Daimon Amostras
  • - Análise dos dados de consumo ou demanda dos últimos 12 meses (ou de outro período disponível), para classificação dos clientes nas faixas estabelecidas no PRODIST para cada classe de clientes.
  • - Cálculo das amostras, a partir da classificação dos clientes nas faixas de consumo (baixa tensão) ou demanda (média tensão), dos prováveis coeficientes de variância (CV) e do erro amostral máximo (R). Para os transformadores, faz-se a sua classificação por faixas de potência nominal.

    -Geração das listas amostrais, através de sorteio aleatório das amostras de clientes e transformadores, com sorteio de até 6 reservas, por critérios logísticos de proximidade de endereço.

  • ■ Sistema web de controle e acompanhamento de Campanha de Medidas
  • - Sistema que permite o envio de lotes parciais de arquivos de medições para análise. O sistema faz verificações de consistências (tipo de arquivo, constante do medidor para arquivo público, identificação do cliente, nível de consumo e outros) e de conteúdo das medições (medições zeradas, número de dias úteis, sábados e domingos com medições completas, estimativa do consumo mensal e demanda).
  • - No sistema web da Daimon, a Empresa pode acompanhar o andamento da campanha de medições, através de informações referentes ao cumprimento do cronograma, a quantidade de medições enviadas, arquivos aceitos e rejeitados, coeficientes de variação e erros amostrais parciais calculados.
  • - Também é possível acompanhar o andamento da campanha através de mapas geográficos (Google Maps), com status de pontos titulares ou reservas.

  • ■ SAT – Sistema de Análise e Caracterização da Carga e da Estrutura Tarifária
  • - Software de análise e caracterização das curvas de carga e do sistema, e simulação da estrutura tarifária.
  • - Módulo de Gerenciamento da Base de Dados e de Seleção das Curvas de Carga.
  • - Módulo de Classificação Hierárquica e definição das Tipologias com parâmetros para agrupamentos (Análise de "clusters") e opção do usuário na definição das tipologias
  • - Módulo de Cálculo dos Custos de Capacidade e Construção das Tarifas de Referência (Estrutura Tarifária).

  • ■ Daimon Tarifas
  • - O aplicativo computacional para a simulação de tarifas de aplicação automatiza o processo de composição das componentes da tarifa de uso (TUSD) e da tarifa de energia (TE) para todos os postos e modalidades tarifárias existentes no sistema de distribuição, de acordo com os procedimentos estabelecidos pela ANEEL para aplicação no 3º CRTP.
  • - São dados de entrada para o processamento da simulação de tarifas o mercado ajustado para o ano teste (ano realizado), os custos de capacidade e demandas agregadas por nível de tensão e a segregação da receita requerida.

    ■ PerReg
  • - O Aplicativo Computacional de Perdas Regulatórias automatiza a metodologia estabelecida pela Aneel para o cálculo das perdas por segmento do sistema de distribuição para o 3º CRTP.
  • - São calculadas as perdas em medidores de energia, ramais de ligação, redes de baixa tensão, transformadores de distribuição, redes primárias, subestações e linhas de alta tensão.
  • - O software conta com as seguintes funções principais:
  • .Preparação e análise de consistência dos dados.
  • .Simulação das perdas técnicas regulatórias.
  • .Verificação do balanço energético e impacto nos resultados.

A Daimon também criou um módulo que, a partir da Base de Dados do Pertec ou do Interplan, gera os dados principais necessários ao cálculo das perdas técnicas regulatórias, já no formato especificado pela ANEEL para envio dos dados.


Conheça também os produtos:

 
 

  

Daimon Engenharia e Sistemas Ltda - Av. Paulista, 1776 - Cj. 22 B - Bela Vista - São Paulo - SP - 01310-200 - Tel: +55 11 3266 2929 | contato@daimon.com.br